Como manter a mente sã e livre do histerismo na era da informação

11.27.2019  @DigaoPessoa
Muita gente está sendo afetada pelo histerismo dos outros, ou pelo próprio. Com o excesso de informações, ou com a falta delas, vemos muita gente com a mente girando e sobrepondo imagens embaralhadas sobre a capacidade de raciocínio, percepção e discernimento da realidade.

histerismo na era da informação
O histerismo é resultado da sobreposição de imagens em nossa mente

Muitas vezes, querendo enxergar a realidade de uma forma condizente com o que queremos, ou com nossa própria biografia, tentando "justificar" nossas escolhas passadas, nossos gostos e, ainda, determinadas características e comportamentos de pessoas queridas, terminamos por acentuar alguns dados das coisas e desfocamos tantos outros, terminamos projetando caricaturas da realidade na nossa mente, algumas explicativas ou ilustrativas da realidade mesma, outras nem isso!

E, por vezes, queremos que outras pessoas tenham como óbvias essas "visões de mundo", ou vemos que outros indivíduos esperam que aceitemos, sem pensar ou sequer questionar, as suas impressões "isentas" daquilo que imaginam estar vendo.

O mesmo fazem os outros em relação a nós. Querem que acreditemos naquilo que falam, mas não naquilo que estamos vendo.


O que fazer para livrar a mente do histerismo?


O exercício constante de discernir entre dados e imagens de forma racional, sem soberba, com humildade de aprendiz, sem desprezar as emoções e, sobretudo, a fé, pode libertar a mente da vertigem do histerismo e do enauseante girar do caleidoscópio de imagens da era da informação.

O histerismo no mundo é tal que problema parece demasiado assustador, e de fato é, mas é preciso calma para seguir discernindo e raciocinando num mundo repleto de informações em profusão que tentam nublar nossa razão.

Keep calm, and God bless you. May the faith be with you!


Para entender mais sobre problema...


Se quiser entender um pouco mais sobre o histerismo que, por vezes, pode se espalhar em populações inteiras, e suas origens culturais, políticas e psicológica, vale a pena a leitura do livro: PONEROLOGIA: PSICOPATAS NO PODER, do Dr. Andrew Lobaczewski.
Print Friendly and PDF
Comentários

Postar um comentário